top of page
focosmais-header-blog.png

Assine nossa newsletter!

Pronto, você está cadastrado(a) na nossa Newsletter

Estou fazendo residência médica, posso abrir minha PJ?



Artigo produzido por Alana Paula Santos de Araújo.

Já se passaram os anos de teoria x prática em laboratório e chegaram os anos de residência. Mas aí vem os questionamentos, qual será a melhor forma tributária de prestar serviços? Será que nesse momento de residência eu posso abrir uma empresa?

Para o 1° questionamento, temos o post perfeito para você: Médico, qual a melhor opção: CLT, Autônomo ou PJ?


Para o 2° questionamento , vem comigo que te explico: Um médico residente é um profissional que possui CRM e está em uma fase de pós-graduação para se especializar em uma área específica. Esses profissionais prestam serviço para hospitais e clínicas visando concluir sua formação e buscar experiência.

A maioria dos residentes pensam em abrir uma PJ por questões tributárias, pois prestando serviço como pessoa física os rendimentos recebidos são base para imposto de renda da pessoa física e isso pode aumentar o imposto a pagar.


Então, a resposta para sua pergunta é: Sim! O médico residente pode abrir sua empresa, visto que um dos requisitos ele já tem, que é ser inscrito no Conselho Regional de Medicina.


Dica de mestre: Pessoas em internato de medicina podem abrir uma CNPJ Médico? Não, o internato médico é feito antes do estudante se graduar com a finalidade que ele conheça a rotina das especialidades médicas. Mas ele ainda não é médico, ou seja, não tem inscrição no CRM e não pode abrir empresa médica.


No caso de um médico residente ele tem duas opções para abrir uma empresa:

  • Sociedade de Médicos -. Empresa com vários médicos sendo da mesma especialidade ou não. O tipo mais comum nesse caso é a sociedade limitada onde é necessário no mínimo 2 sócios.

  • Sociedade Limitada Unipessoal (SLU) - Empresa onde o residente é o único sócio.


Ambas as sociedades são limitadas , isso quer dizer que os bens do sócio não se misturam com a empresa e não há exigência mínima de capital social.


O médico também tem outra opção, que é ser cliente Focosmais e ter todo o suporte dos nossos especialistas do time de procuradoria para auxiliar na abertura da sua empresa.


Alguns tópicos que também podem ser de seu interesse:




Nos acompanhe também nas mídias sociais:




17 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Commenti


categorias:

recentes:

notícias:

dúvidas?

bottom of page