top of page
focosmais-header-blog.png

Assine nossa newsletter!

Pronto, você está cadastrado(a) na nossa Newsletter

Como determinar o preço do produto/serviço do meu negócio?




Artigo produzido por Valentina Ferreira Santos Pedrosa.

Ao abrir um negócio, uma dúvida recorrente de muitos empreendedores é: como precificar um produto ou serviço corretamente? É preciso levar em consideração, ao precificar um produto ou serviço, que cada empresa tem suas particularidades, um diferencial, dos demais negócios de um mesmo segmento.


Essa tarefa não é exclusivamente um exercício de cálculo, determinar o preço ideal envolve um aspecto estratégico importante para manter o capital de giro da sua empresa sempre positivo, bancar os custos fixos e variáveis e, claro, manter a lucratividade do seu negócio.



O que é preciso considerar ao precificar produtos e serviços?

Ao cobrar por um produto ou serviço não devemos pensar apenas no lucro ou na possibilidade de vender mais, isso pode te trazer problemas. Vejamos a seguinte situação, se você cobrar um preço baixo demais, sua lucratividade pode ser insuficiente para cobrir os custos, mas também, se cobrar um preço alto demais, provavelmente a concorrência cobrará menos e você pode acabar perdendo clientes.


Logo, deve existir um equilíbrio entre um valor que seja o suficiente para cobrir os gastos com a produção na hora de precificar seu produto ou serviço, para assim gerar uma boa margem de lucro e tornar a sua empresa competitiva em relação ao que o mercado cobra. Por isso, é necessário levar em consideração diversos fatores na hora de precificar produtos e serviços. Veja, agora, alguns deles:



Principais métricas para acompanhar a sua precificação:

Existem algumas métricas que podem ajudar você a saber se sua precificação está ou não funcionando e trocar rapidamente o método, economizando tempo e dinheiro. Conheça as principais a seguir.


  • Capital de giro: são os recursos financeiros para manter o funcionamento com qualidade da empresa, principal indicador que aponta a saúde financeira do negócio. Afinal, quanto mais dinheiro se tem em caixa para manter a empresa funcionando, maior é sua lucratividade. Uma empresa com o capital de giro baixo pode estar com problemas financeiros, por não ter o valor mínimo para se manter. Nesse caso, qualquer imprevisto pode prejudicar o crescimento do negócio.


  • Rentabilidade: para um negócio ser considerado rentável, o valor investido na compra de produtos ou na realização dos serviços deve ser maior que o retorno. Ou seja, você está injetando menos e ganhando mais dinheiro. Por exemplo, um negócio de revenda de roupas, onde a compra das peças sai por R$100,00 e o resultado de vendas de R$300,00 por peça, sendo esse valor o suficiente para cobrir todos os custos, logo a empresa é considerada rentável.


  • Lucratividade: por fim, mas não menos importante, esse indicador é a relação entre o lucro líquido e o valor das vendas em um período do ano, é uma das principais métricas a serem acompanhadas em relação à precificação, por meio dela, é possível identificar se a empresa está ou não lucrando.



Como determinar o preço do produto/serviço?

Depois de fazer todas essas análises e considerar todos os fatores envolvidos, é hora de fazer o cálculo para precificar produtos e serviços. Para facilitar esse processo e chegar mais próximo do valor ideal, siga nosso exemplo.

  1. Digamos que você tem uma loja de salgados e consegue produzir 100 empadas por mês. O custo dos ingredientes para fazer essas empadas é de R$ 40,00.

  2. Agora, além do custo dos ingredientes, adicione também o valor de outras despesas, como luz e gás utilizados na produção das empadas. Para o nosso exemplo, vamos usar o preço de R$ 210,00.

  3. Agora, é hora de definir quanto você deseja de lucro pelas empadas. Nesse caso, vamos imaginar que a busca seja por R$ 100,00 de lucro.

  4. Somando esses valores, chegamos a R$ 350,00, que seria o faturamento mensal que você precisaria ter.

  5. Pensando nisso, ao dividirmos o valor de faturamento pelos 100 empadas produzidos por mês, cada um deverá custar R$ 3,50.

O cálculo desse exemplo ficaria assim:

R$ 40 + R$ 210 + R$ 100 = R$350

R$ 350 / 100 empadas = R$3,50



Markup:

Ajudará também na precificação do seu produto, o Markup, que nada mais é, do que um índice multiplicador aplicado sobre o custo de um produto e/ou serviço para a formação do preço de venda.


O Markup consiste em somar uma margem de lucro ao custo unitário do serviço para obter o preço de venda. Para isso é necessário incluir impostos, taxas, despesas administrativas, despesas financeiras e o percentual de lucro desejado. Ao ter esse índice em mãos a empresa terá a garantia de que a precificação do produto ou serviço cobrirá todos os gastos e gerará lucro.


Como você viu, determinar o preço dos produtos e serviços de forma correta é essencial para manter a saúde financeira da sua empresa e garantir lucratividade para o seu negócio. Porém, para identificar cada um dos pontos que citamos, chegar a um valor correto e atingir bons resultados, é necessário ter informações completas e um bom planejamento financeiro.


Por isso, controle as finanças do seu negócio com a ajuda da Gestão Financeira da Focosmais


Para ajudar você, a Gestão Financeira Focosmais disponibiliza um sistema financeiro acessível para registrar todos os custos, despesas, ganhos e lucros da sua empresa, facilitando a organização financeira. Gostou deste artigo? Clique no coraçãozinho e compartilhe.


Alguns tópicos que também podem ser de seu interesse:




Nos acompanhe também nas mídias sociais:








47 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


categorias:

recentes:

notícias:

dúvidas?

bottom of page