top of page
focosmais-header-blog.png

Assine nossa newsletter!

Pronto, você está cadastrado(a) na nossa Newsletter

Como Declarar Fundos Investimentos Imobiliários no Imposto de Renda

Atualizado: 11 de abr.



Artigo produzido por Valentina Pedrosa.


Com o prazo para a declaração do Imposto de Renda 2023 se aproximando, é essencial entender como declarar corretamente os investimentos em Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs). Se você investiu em FIIs no ano anterior, é crucial seguir as regras estabelecidas pela Receita Federal para evitar problemas futuros. Neste guia prático, vamos explicar passo a passo como declarar seus investimentos em FIIs e garantir que você cumpra suas obrigações fiscais de forma correta e eficiente.


1. Quem Precisa Declarar Investimentos em Fundos Imobiliários?

Antes de mais nada, é importante saber se você está obrigado a declarar seus investimentos em FIIs. Em 2023, as regras para declaração de ativos de renda variável passaram por mudanças significativas. Anteriormente, a obrigação recaía sobre a posse do ativo, mas agora a declaração é obrigatória apenas em caso de venda, seguindo os seguintes critérios:


  • Se suas vendas de ativos em Bolsas ou assemelhadas totalizaram mais de R$ 40 mil no ano;

  • Se essas vendas geraram ganho líquido sujeito à tributação.


Assim, se você comprou cotas de FIIs em 2023 mas não realizou vendas, não há obrigatoriedade de declarar, seguindo apenas este critério, ou seja, se seria esta a única hipótese de obrigatoriedade. É importante estar ciente de que outros critérios da Receita Federal podem exigir a declaração de Imposto de Renda em 2024. E caso você seja obrigado por outro motivo, TEM que DECLARAR a posse dos ativos.

Esteja atento às orientações oficiais para garantir o cumprimento adequado das obrigações fiscais.


2. Tributação de FIIs: Como Funciona o Pagamento de Imposto?

A tributação sobre os FIIs ocorre apenas no momento da venda das cotas. Nesse caso, o investidor deve pagar 20% de imposto sobre o lucro obtido com a operação. É importante ressaltar que essa tributação incide apenas sobre os ganhos de capital, ou seja, quando a venda das cotas resulta em lucro para o investidor. 

O cálculo e recolhimento desse imposto devem ser feitos pelo próprio investidor no mês seguinte à venda das cotas, utilizando o Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf), através do código 6015 - representa os ganhos líquidos em operações em bolsa para pessoa física)

Dica de mestre: Frise-se que diferente de outros ativos, não há um limite de isenção de imposto, devendo efetuar o pagamento sobre qualquer valor de operação e lucro que tenha. Ou seja, vendeu sobre um valor maior que comprou? Incidirá IR na alíquota de 20%.

Uma vantagem dos FIIs é que os rendimentos mensais, conhecidos como dividendos, são isentos de Imposto de Renda para pessoas físicas, desde que o fundo seja negociado exclusivamente em Bolsas de valores ou no mercado de balcão organizado.

3. Como Declarar Fundos Imobiliários no Imposto de Renda?

Agora, vamos ao passo a passo para declarar seus investimentos em FIIs no Imposto de Renda:


  • Acesse a ficha “Bens e direitos” no programa do IR;

  • Clique em “Novo” para inserir as informações relativas a cada FII;

  • Escolha o grupo "07 - Fundos";

  • Selecione o código “03 - Fundos de investimento imobiliário (FII)”;

  • Insira o CNPJ do FII, que pode ser encontrado no Informe de Rendimentos do FII ou no site da B3;

  • Na descrição, inclua informações sobre o fundo (número de cotas, nome completo e CNPJ do fundo, e valor total de aquisição);

  • No campo “Situação em 31/12/2023”, insira o custo total do investimento.


Lembre-se de que o valor a ser informado não é o valor atual das cotas, mas sim o custo de aquisição. Tenha em mãos as notas de corretagem ou consulte o Canal Eletrônico do Investidor (CEI) para obter essas informações: 

Veja abaixo o exemplo:




4. Como Declarar Proventos de FIIs no Imposto de Renda?

Para declarar os proventos recebidos dos FIIs, siga estes passos:

  • Acesse a ficha de “Rendimentos isentos e não tributáveis”;

  • Clique em “Novo” para informar os proventos recebidos;

  • Escolha o código “99 - Outros”;

  • Insira as informações solicitadas (tipo de beneficiário, beneficiário, CNPJ da fonte pagadora, nome da fonte pagadora, valor e descrição - digite “Dividendos recebidos do FII (nome do FII)”):



5. Como Declarar a venda ocorrida ao longo do ano e o Imposto de renda pago: 

Para declarar o ganho de capital obtido na venda dos FIIs, siga estes passos:


  • Acesse a ficha de “Renda Variável”;

  • Na aba: “Operações com FII ou Agro”;

  • No mês que ocorreu a venda - coloque o resultado líquido do mês - que consiste no ganho obtido ou lucro na venda;

  • O sistema automaticamente irá calcular 20% do resultado obtido e constará na planilha o imposto devido - que você teve que pagar com vencimento até o último dia útil subsequente ao da venda. 

  • Você deve preencher em “Imposto pago”, o valor que foi pago de imposto através do DARF 6015. Caso não preencha ou não tenha pago, a sua declaração poderá cair em malha para realizar o pagamento do imposto com o acréscimo de multa de 20% e juros: 



6. Escolheu a Declaração Pré-Preenchida? Verifique as Informações

Se optar pela declaração pré-preenchida, verifique todas as informações antes de enviar o documento. A Receita Federal utiliza diversos bancos de dados para obter suas informações, mas não valida esses dados. Portanto, é sua responsabilidade conferir e corrigir as informações, se necessário.

Com este guia prático, você estará preparado para declarar seus investimentos em Fundos Imobiliários de forma correta e eficiente, garantindo o cumprimento de suas obrigações fiscais. Em caso de dúvidas, não hesite em procurar um contador ou profissional qualificado para assistência especializada.

Alguns tópicos que também podem ser de seu interesse:




Nos acompanhe também nas mídias sociais:



25 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


categorias:

recentes:

notícias:

dúvidas?

bottom of page